quinta-feira, 17 de abril de 2008

I João 4: 7-12 - O AMOR RECÍPROCO NA COMUNIDADE DE FÉ

Eu dei uma lida em I João 4:7-12, parece que o Espírito Santo inspirou o apostolo a bater forte na tecla do amor. Em quase todos os capítulos este assunto esta presente, ora focando mais o relacionamento com Deus, ora com a sociedade, ora com a comunidade de discípulos. Entendo que agora ele volta a questão do AMOR RECÍPROCO NA COMUNIDADE DE FÉ. Eu sugiro 3 pontos para refletir esta abordagem apostólica:

1 - Ele tem origem divina (7,8)
a) o amor vem de Deus
b) somos exortados a imita-lo
c) sua prática é uma evidência que O conhecemos

2 - Sua ação é sacrificial (9,10)
a) não se baseia em palavras mas em ações
b) vai até as últimas consequências
c) sua referência é a cruz de Cristo

3 - Sua motivação é santa (11,12)
a) é fruto da experiência com o amor redentivo de Deus
b) é fruto do conhecimento do caráter santo de Deus
c) é fruto de uma gratidão apaixonada por Deus


Vamos começar por aqui depois eu acrescento as perguntas

beijos, abraços, amassos (com todo respeito)


Lauberti

2 comentários:

diaconia integral disse...

Irmãos, estive dando uma lida no texto e tentando entender e trazer a nossa realidade a razão fundamental pela qual João insiste em falar em AMOR ...
Ele nos faz rever conceitos e ampliar nossa maneira de enxergar o AMOR como algo que vai além de uma compreensão humana ...
Pude compreender algum coisas e gostaria de compartilhar com vocês:

1 - Uma das caracteristicas do discipulo é o amor. (Esta marca é fundamental para nossas vidas).
2 - A prova disto foi sacrificial em Jesus, e ninguém poderia cobrar uma ação em amor se nõ mostrsse como se faz, e Deus demonstrou com um ato de amor por nós, pois foi Ele que nos amou primeiro.
3 - O maor nos faz ver Deus, isto é quando amamos deixamo que esta essencia divina se alastre em todo lugar.

Deus os abençõe!!!
Neno

Lauberti disse...

É isso ai. Quando falamos em amor, precisamos deixar que esta palavra seja conceituada pela visão divina.

Não estamos interassados em nos moldar a um conceito humano de amor, mas que o Espírito Santo nos transforme a semelhança de Jesus, a expressão máxima deste conceito de amor, uma atitude sacrificial.

Acho que começamos bem, mas será que vai ficar só na conversa destes dois cavalheiros? Um abraço a todos. Lauberti

APOIO

APOIO
RUA LEANDRO CAMPANARI, 41 JD. IGUATEMI - SÃO PAULO. REUNIÕES AOS DOMINGOS AS 09HS E 18HS.

Fale conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
MSN
Telefone
Digite o código



http://www.linkws.com