sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Pão Diário: amou-os até o fim (João 13:1)

Olá Gente!
 
É muito interessante, pois em minha leitura devocional, hoje li o capítulo 13 do evangelho de João, este mesmo capítulo da mensagem e hoje do Pão Diário. Na realidade a parte que me chamou a atenção foi o modelo de serviço que Jesus estabeleceu como paradigma de liderança cristã, demonstrando que precisamos ter o desejo de servir a todos, se almejamos liderar da forma de Cristo.
 
Mas, esta questão do amor é ainda mais básica. De fato, o chamado para viver a vida cristã é algo que não pode ser executado apenas com os recursos humanos, realmente precisamos da graça de Deus e do poder do Espírito Santo para seguirmos o exemplo de Jesus.
 
Abraços
 
 
 
Até o fim

LEITURA BÍBLICA

João 13.31-38

...tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim (Jo 13.1).

Até que ponto amamos as pessoas? Até um ponto em que ainda correspondam às nossas expectativas? Quanto elas valem para nós? Será que nossa amizade por alguém com quem estamos "falando de Jesus" continua a mesma quando a pessoa decididamente não quer nada com Deus – pelo menos não dentro dos nossos moldes? Estamos dispostos a amar aqueles que constantemente cometem os mesmos erros?

Imagine o que teria acontecido com Pedro se Jesus se tivesse cansado dele! Estaria perdido! Pedro era imaturo, presunçoso, inoportuno, falava muito e fazia pouco. Dizendo-se pronto para morrer por Cristo, negou conhecê-lo diante de pessoas bem pouco ameaçadoras. Pedro é o protótipo do amigo que nos decepciona a ponto de dizermos: chega! Mas Jesus foi além. Amou-o até o fim. Amou-o mais do que Pedro o amava e, mesmo assim, insistiu para que o seguisse. Fez Pedro ver que seu amor pelo Mestre não era tão grande quanto ele dizia ser. Depois de sua ressurreição, Jesus se assenta com Pedro e, com amor, questiona o tamanho do seu amor por Ele. Com amor, tornou-o consciente da fragilidade de seu compromisso em seguir a Cristo e animou-o a prosseguir e a cuidar do rebanho (Jo 21.15-17). E Pedro consentiu. Tempos depois, sua vida seria transformada e sua imaturidade e imprudência dariam lugar a um caráter sólido e determinado. Tudo isso porque Jesus o amou até o fim.

Não é fácil amar até o fim a quem não corresponde às nossas expectativas. Não é fácil insistir em amar quem nos decepciona. Mas esta é a marca distintiva do cristão: amar. Pois nós também não correspondemos às expectativas de Deus e o decepcionamos tantas vezes. Mesmo assim, sua paciência e insistência nos constrangem e nos levam a níveis mais profundos de maturidade e comprometimento. Porque ele insiste em nos amar até o fim, nós podemos amar os outros também, com o amor que recebemos de Deus. - WMJ

Vale a pena amar as pessoas até o fim, pois é assim que Deus nos ama.

Caro Leitor,

Ao meditar no Pão Diário de hoje tenha em mente que "a Palavra de Deus é viva e eficaz, mais cortante que qualquer espada de dois gumes; capaz de penetrar até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é sensível para perceber os pensamentos e intenções do coração." Hebreus 4:12.

Deus abençoe você,
Equipe Seguindo Para o Alvo

Um comentário:

Dc. Carlos Torres disse...

..."Ao próximo como a si mesmo" Esse é o segundo maior Mandamento! A essência do Cristianismo o auge da perfeição em CRISTO. Amar! Sem isso não deveríamos ser imagem e semelhança de um DEUS que tanta ama.

Gostei do Espaço. Muito rico parabens!

Estarei te seguindo.

Espero sua honrosa visita no meu humilde espaço virtual, e se for de sua vontade ser também parceiro.

http://planosdivinos.blogspot.com

Lá questionamos os nossos planos que nem sempre são os planos de DEUS.

Paz! DEUS abençoe vcs Ricamente.

APOIO

APOIO
RUA LEANDRO CAMPANARI, 41 JD. IGUATEMI - SÃO PAULO. REUNIÕES AOS DOMINGOS AS 09HS E 18HS.

Fale conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
MSN
Telefone
Digite o código



http://www.linkws.com